ICS realiza monitoramento e identificação de fatores de risco

Dra. Heidi Kruklis – Medicina da Família – Instituto Curitiba de Saúde (ICS).
Foto: Levy Ferreira/SMCS

O Instituto Curitiba de Saúde (ICS), através da Diretoria de Atenção Primária à Saúde e Serviços Sociais (DAPS), está organizando e ampliando suas operações para o levantamento do perfil epidemiológico dos beneficiários. O objetivo é analisar dados dos mais de 77 mil usuários para a identificação de fatores de risco, monitoramento e prevenção de doenças.

Com a organização das informações, a instituição pretende desenvolver novas atividades de saúde e reforçar programas como PREVENCOR, Programa de Gerenciamento de Casos Crônicos, Obesidade, Feridas, Pós Bariátrica, Mais Vida Menos Tabaco, Gestante Saudável, entre outros.

 “Com os dados obtidos é possível direcionar planos de ações e programas para o bem-estar das pessoas. Nesta gestão estamos focando em políticas de saúde que prezam por mais prevenção e promoção da saúde. É um trabalho que exige planejamento e organização”, afirmou o diretor-presidente do ICS, Tiago Waterkemper.

De acordo com ele, o processo de acolhimento é essencial neste momento de pandemia, em que se exige muita precaução.

“Com a devida antecedência é possível a redução de fatores de risco e a detecção precoce de doenças crônicas. O monitoramento frequente busca uma melhor qualidade de vida para o servidor”, enfatiza.

COMO É FEITO– Para mapear o perfil dos beneficiários, o processo pode ser feito presencialmente ou por contato telefônico. Profissionais da enfermagem ou serviço social realizam perguntas pontuais para levantamento de dados, como: informações pessoais, histórico de saúde, hábitos de vida e alimentares e saúde mental.

“É um instrumento de comunicação entre o ICS e seu paciente. A partir da coleta de dados, passamos a conhecer e entender melhor nosso beneficiário, enxergando exatamente os pontos fortes e fracos na saúde desse servidor. É uma rede de informações”, afirma a diretora da DAPS, Marina Bueno.

EFICIÊNCIA E REDUÇÃO DE DESPERDÍCIOS – O levantamento de dados ainda contribui para o trabalho dos médicos em seus atendimentos. Com todas as informações disponíveis no sistema, o profissional terá maior segurança para o diagnóstico do paciente, encaminhamentos e solicitação de exames laboratoriais, evitando a repetição de eventuais pedidos clínicos.

Com o perfil epidemiológico, a equipe responsável pela prevenção e promoção da saúde ainda promove orientações individuais para a inclusão de beneficiários nos programas da instituição, entre outras ações.

Perfil epidemiológico
Compartilhe esta notícia: