Quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) criou em 31 de maio de 1987 o Dia Mundial Sem Tabaco, a ideia foi combater um dos maiores males que assola a humanidade. Campanhas regulares de todos os países do mundo contra o tabagismo ajudam a evitar doenças como câncer, acidente vascular cerebral (AVC), infarto do miocárdio e enfisema pulmonar.

Muitas dessas patologias, infelizmente levam as pessoas ao óbito e segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), órgão ligado ao Ministério da Saúde, cerca de 157 mil pessoas morrem precocemente por ano, devido a dependência do tabaco e suas complicações no Brasil.

O Instituto Curitiba de Saúde – ICS preocupado com esses números avassaladores lança a partir de hoje uma campanha contra o tabagismo. A campanha traz cartazes impactantes nas dependências do Centro de Saúde do ICS.

O intuito do material é alertar de forma séria, beneficiários e colaboradores da instituição e mostrar como cigarros, charutos, cachimbos, dispositivos eletrônicos e narguiles são maléficos a saúde de todos os usuários.

“Lançar campanhas preventivas que sejam impactantes como esta contra o tabagismo, mostra o quanto o ICS está preocupado com os problemas sérios de saúde, enfrentados pelos nossos beneficiários”, destacou o Diretor-presidente do ICS, Tiago Waterkemper.


MAIS VIDA MENOS TABACO

Aproveitando o lançamento da campanha, o Programa MAIS VIDA MENOS TABACO, através da Diretoria de Atenção Primária à Saúde e Serviços Sociais (DAPS) está sendo reativado. O Programa tem como objetivo promover qualidade de vida aos usuários, trabalhando na redução/ cessação do tabagismo e consequentemente a prevenção de doenças crônicas e suas complicações, melhora da produtividade e relações pessoais.

A captação do MAIS VIDA MENOS TABACO poderá ser por procura direta, indicação de algum profissional da DAPS, ou encaminhamento de algum outro Programa do DAPS. Depois de indicado, um técnico de enfermagem entrará em contato com o beneficiário interessado e agendará uma consulta com um médico de família que ira verificar a necessidade de encaminhar para um pneumologista.

O Programa oferecerá 03 palestras realizadas por, enfermeiro, nutricionista e fisioterapeuta. Os grupos serão formados com um número médio de 10 a 15 participantes. Após 30 dias da última palestra, um técnico de enfermagem fará contato telefônico com o beneficiário e marcará uma consulta de retorno com o Médico de Família. Após 120 dias, um telemonitoramento será feito, onde será aplicado o questionário, que fará a classificação do grau de dependência do beneficiário.

De acordo com a Diretora de Atenção Primária e Assistência a Saúde, Dra. Marina Bueno, esta reativação do MAIS VIDA MENOS TABACO vem de encontro as necessidades expostas por muitos beneficiários. “Vamos alcançar os principais objetivos propostos como por exemplo: evitar o desenvolvimento de Doenças Pulmonares Obstrutivas Crônicas (DPOC) e promover mais qualidade de vida com doenças já desenvolvidas pelo uso do tabaco”, destaca Dra. Marina.

Maiores informações do MAIS VIDA MENOS TABACO podem ser obtidos no telefone do DAPS: 3330-6088.


Dia Mundial Sem Tabaco
Compartilhe esta notícia: